Operação contra pedofilia prende padre em Guapiaçu

A Polícia Civil prendeu um padre acusado de pedofilia, na tarde de quinta-feira (30), em um condomínio, em Guapiaçu. A prisão foi realizada em cumprimento ao mandado da Vara da Infância e Juventude de Rio Preto.

O padre Manoel Bezerra de Lima, 66 anos, foi preso em sua casa, onde guardava vídeos de adolescentes em ato sexual, roupas íntimas, preservativos e artefatos de cunho sexual. Todo o material foi apreendido.

De acordo com o delegado seccional de Rio Preto, Dr. José Mauro Venturelli, que participou da operação, a denúncia partiu da mãe de um adolescente e o mandado de prisão foi expedido pelo juiz Evandro Pelarin, da Vara de Infância e Juventude de Rio Preto.

A mãe disse ao juiz que seu filho, menor de idade, frequentava a casa paroquial, que fica ao lado da igreja, dentro do condomínio, e que chegou a ficar até dez dias sem ir à escola. “O mandado foi expedido em razão da denúncia desta mãe”, comentou Venturelli.

“Nos vídeos, encontrados no celular e nos CDs, apenas adolescentes aparecem em pleno ato sexual. No único vídeo em que o padre aparece, ele está apenas conversando com o adolescente, cuja mãe foi autora da denúncia”, explicou o delegado.

Dentro da casa havia também carteiras com documentos de jovens. O padre justificou que os objetos eram de adolescentes de um time de futebol de Cedral comandado por ele.

Em depoimento ao delegado Marcelo Ferrari, de Guapiaçu, responsável pela investigação, o padre confessou ser o dono dos objetos e receber adolescentes na casa paroquial.

O padre já tinha sido afastado da paróquia desde o dia 16 de novembro, pelo bispado. Ele respondia a um processo administrativo pela mesma denúncia.

DHoje

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: