Morador de rua morre após ter o corpo queimado em Catanduva

O morador de rua, Santo José Golfetto, de 35 anos, morreu vítima de queimaduras, na manhã de terça-feira (18), em Catanduva. Ele estava internado na Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) do Hospital Padre Albino desde o último sábado (15).

Segundo a Polícia Civil, por volta das 5h50, uma atendente do hospital entrou em contato com o Plantão Policial para informar que o paciente não resistiu aos ferimentos e morreu. Ele apresentava queimaduras em 40% do corpo, sendo que 30% das queimaduras eram de 3° grau.

Delegado João Wagner Bertoncello. Foto: Arquivo / Alta Tensão

A polícia iniciou uma investigação para saber onde a vítima foi encontrada queimada, com o objetivo de apurar se os ferimentos foram causados por acidente ou se alguém ateou fogo no homem.

“Por meio de familiares conseguimos apurar até o momento, que o homem era morador de rua, usuário de drogas e para sobreviver trabalhava com reciclagem. A investigação vai verificar se as queimaduras foram causadas por acidente ou se alguém incendiou o corpo da vítima. Não podemos descartar nenhuma hipótese, principalmente a de homicídio”, disse o delegado João Wagner Bertoncello.

O corpo de Golfetto foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) para passar por exames necroscópicos e posteriormente ser liberado para os familiares.

Por Marcelo Ono // Alta Tensão

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: