Estilo do bispo de Rio Preto não contenta os fiéis e acaba sendo investigado pelo Vaticano

O descontentamento de lideranças católicas de Rio Preto com o estilo do bispo dom Tomé Ferreira da Silva chegou ao Vaticano e será tema de reunião de padres hoje, às 15h, na paróquia da igreja da Santa Cruz. Um dos padres, que pediu para não ter o nome divulgado, confirmou ontem ao Diário que a reunião foi combinada entre vários sacerdotes por telefone e sugerida pela Nunciatura Apostólica, a embaixada do Vaticano, em Brasília.

Segundo outros padres, que não quiseram se identificar, a falta de diálogo é o principal motivo do descontentamento com o bispo. “Ele não recebe ninguém, principalmente o povo. Até mesmo se um padre quiser falar com ele, é preciso avisar antes qual o assunto”, contou um sacerdote, acrescentando: “Fui chamado, por telefone, para uma reunião amanhã (hoje), às três e meia da tarde na paróquia da Santa Cruz”.

Reportagem do Diário publicada ontem revelou com exclusividade que o descontentamento vem de longe e que fiéis estão organizando um abaixo-assinado de repúdio ao estilo do bispo. No abaixo-assinado, Tomé é chamado de “príncipe inacessível, autoritário e grosseiro, que está dando contra testemunho cristão de humano ao que pede o papa Francisco”. O documento é encabeçado por Antonio Carlos Amâncio, comerciante que frequenta a Basílica, na Boa Vista.

Devido ao pouco contato com os fiéis e falta de resposta a temas que têm incomodado a comunidade, dom Tomé viveu um momento de saia justa há cerca de duas semanas, enquando rezava missa na Catedral. O movimento “SOS São Francisco” exibiu faixa em que cobrava uma posição do bispo sobre a falta de transparência na contabilidade e administração do padre Nilson de Paula Resende, da paróquia do bairro homônimo.

Entre os temas polêmicos dos quais Tomé tem corrido está uma declaração do padre Cleomar Bessa, que usou o Facebook para defender o casamento gay. Em resposta ao Diário, em dezembro, o bispo mandou a assessoria dele dizer que se tratava de um problema que dizia respeito apenas “à pessoa” do padre.

A reportagem mais uma vez tentou contato com o bispo ontem, mas a assessoria dele respondeu que Tomé está incomunicável e fora da cidade. A assessoria do bispado garantiu desconhecer a reunião de hoje e informou que não possui nenhuma posição sobre o assunto.

Fonte: Diário Web

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: