Caso Ismael: Suspeitos pela morte se entregam

Dois suspeitos pela morte do adolescente de 17 anos Ismael Junior Teixeira, que foi atingido por dois tiros, em frente à sua própria residência, na noite do domingo, 8, no bairro Harmonia, em Olímpia, se entregaram à polícia na manhã desta terça-feira, 10.

Segundo a Polícia Civil de Olímpia, os dois rapazes confirmaram a versão do irmão de Ismael de apenas 12 anos, em que a confusão teria iniciado após uma briga do adolescente com o filho do autor dos disparos.

Os suspeitos foram ouvidos pelo delegado responsável pelo caso, Marcelo Pupo, que apurou que após a discussão, Ismael teria passado a encarar o filho de um dos suspeitos. No domingo, o homem estava na casa de uma prima, quando, junto ao filho, foi conversar com Ismael, que teria ameaçado os dois.

A fim de resolver a situação, os dois envolvidos foram com o padrasto de um deles e outro homem em um carro para a frente da casa de Ismael, momento em que um dos acusados efetuou os disparos.

Durante o depoimento, o autor dos tiros se mostrou arrependido e alegou ter feito os disparos sem intenção de matar.

A arma foi apreendida pela Polícia Civil e passará por perícia. Outras testemunhas deverão ser ouvidas ainda esta semana.

Até o momento, a polícia trabalha com a hipótese de que o motivo inicial da discussão teria sido bullying escolar.

Nenhum dos suspeitos foi preso até o momento. O delegado vai investigar também um incêndio ocorrido na casa do principal suspeito na madrugada da segunda-feira, 9.

Arthur Ávila | Diário da Região

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: